O Conceito Small-Store

A C Ascar 08/10

Durante anos as empresas supermercadistas americanas investiram em Superlojas e mais recentemente em Supercenters.

O conceito de one-stop-shop era o futuro do varejo. Assim, tamanho era documento.

No Brasil as redes medias e os pequenos supermercadistas, investiam em supermercados tradicionais, e vinham ganhando espaço no mercado. As grandes redes brasileiras estavam voltadas para abrir hipermercados, lojas muito focadas e especiais e lojas de hard discount.

 Na Europa, paises com dimensões geográficas menores e cidades mais populosas, sempre apostaram em pequenas lojas, buscando um publico passante ou da redondeza. Os grandes grupos supermercadistas europeus, quase todos tem, na sua rede, um ou mais formatos de “ small-store”.

 As grandes redes brasileiras e americanas estao despertando para isto so agora. Urban store, Loja de Proximidade, Loja de Vizinhança, Loja de Conveniência, qualquer que seja o nome ela é , hoje, a bola da vez. A única diferenciação que é necessário citar é a chamada C. Store americana, que é também uma Loja de Conveniência, porem, geralmente localizada em postos de gasolina e usando o fluxo de trafego para atender as compras emergenciais.

O conceito Small-store é mais do que isto. Alem dessa compra emergencial ela também quer ser a sua loja de vizinhança aquela que você vai quase todos os dias, por:

- Ser perto de você, da sua casa ou trabalho

 - Oferecer produtos frescos e refeições pré-preparadas

- Ter um formato fácil e rápido para comprar (menos gastos com gasolina)

 - Oferecer 4.000 itens, muito mais do que os cerca de 1.000 das C. Stores

 - Pretender ate ser um pouco abastecedora.

- Ter qualidade nos produtos e um preço razoável.

 E há inúmeras vantagens para as redes:

 - É uma nova opção de formato, uma diversificação

 - Uma oportunidade de reciclar antigas ou velhas lojas

 - Baixo ponto de equilíbrio

 - Melhor Mix de margens

 - Maiores opções imobiliárias

- Mais baixo investimento e mais rápido inicio de operação.

Os exemplos que temos no Brasil são as pequenas lojas independentes, lojas de pequenas redes ou de centrais de compras. A localização como sempre é determinante para a sua classificação. O Pão de Açúcar já começou a sua rede abrindo as lojas Extra Fácil, que agora, após alguns ajustes, tem essa característica de Urban Store.

Quem for para Europa deve procurar conhecer a operação das redes Petit Casino, Vival, Marks&Spencer Simply Food, Eroski Merca, Sunsbury Local e Tesco Express entre tantas outras.

Os americanos ainda estao em fase de testes de seus projetos. A Tesco já esta la com sua rede denominada Fresh&Easy, HG Hill já opera sua Urban Store, o Wal-Mart tem o seu projeto Marketside, o Giant Eagle virou Express, o Safeway testa seu The Market, so para citar alguns.

Os preços dos alimentos em alta, a nao necessidade da desconfortável e chata compra mensal, o alto preço do petróleo no mundo, um constante crescimento de residências unipessoais enfim, tudo esta conspirando para este ser um caminho irreversível.

O formato Small Store (lojas pequenas) é o novo grande negocio no ramo supermercadista.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Fonte: Ascar & Associados